É mesmo isto que queremos ter no Nosso Mar?

Temos este e muito mais lixo no nosso mar e nas nossas praias: esta é uma reportagem fotográfica de uma pequena recolha de lixo. Foram apenas duas horas em duas das praias mais populares do concelho de Cascais.

Em apenas duas horas foi possível recolher esta grande quantidade de lixo. Dia 29 de Junho na Praia da Cresmina e dia 7 de Julho na Praia do Guincho, ambas pertencentes à costa ocidental atlântica, no concelho de Cascais. Os cotonetes nas extremidades das fotografias delimitam o espaço. Esta ideia remete para o facto de que, tal como a superfície onde o lixo recolhido foi fotografado, também o mar, apesar da sua imensidão, tem um limite. Este limite foi desde há muito desconsiderado e ignorado, razão pela qual o problema que enfrentamos atualmente não conhece quaisquer barreiras, expressando-se numa imensidão que não lhe pertence assumir. Existe ainda um elemento transversal a todas as fotografias, bem no centro. É uma bucha de um cartucho de uma caçadeira. Como não podia deixar de ser, remete para morte do Nosso Planeta.


Francisco Romão Pereira, Julho de 2019

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: